sexta-feira, 25 de março de 2011

Liberdade, liberdade abra as asas sobre nos.

É bom voltar a escrever aqui. Problemas tecnológicos a parte, voltei. Tenho vários assuntos acumulados, mas um me chamou atenção um pouco antes do carnaval. Primeiro que antes da folia, começou uma onda de solteirice entre as minhas amigas. O espírito colombina imperou. Logo, o assunto era sempre o mesmo, relacionamento. Boa forma de começar um carnaval né?. Conversando com umas delas, me veio a seguinte frase: " O problema é que eu sou legal demais." Fiquei pensando nisso.

A solteira em questão é uma mulher muito moderna, independente, inteligente, bonita e muito bem resolvida. Tá ai o problema. Homens tem medo de mulheres bem resolvidas, não todos, mas a grande maioria. Conheço várias mulheres que qualquer um namoraria, solteiras. Por que? Porque são mulheres livres, que não se prendem a pequenas coisas, a problemas inexistentes, apenas para ter problemas. Elas não alfinetam só para fazer ciúmes, não tentam baixar a estima do outro só para se sentirem por cima, não fazem o papel de mãe de seus companheiros e os apóiam o tempo todo. Mas elas são legais demais para ter alguém.

Isso pode parecer absurdo e é, mas pensa quantas pessoas assim você conhece e que já ouviram a frase, eu não tô no momento de ser o namorado que você merece. Sendo que elas em momento nenhum exigiram que eles fossem nada mais do eles eram ?! A grande questão, na minha humilde opinião observadora, é que a visão masculina de companheira ainda é muito machista, de mulher provedora, mãe e neurótica. Só ama a mulher ciumenta, a que regula os passos, a que joga o tempo todo. A tranquila, a que tem muitos outros objetivos na vida além de casar, essa merece um super- homem.

A mulher que é "perfeita" para esse homens não tem o direito de escolher que é bom para ela. Os homens têm que parar com a mania de achar que não são bons o suficiente. Entrem na onda, se modernizem também, apenas sejam e parem de se cobrar, desencanem, sejam LIVRES. Ninguém é perfeito, nem tem que ser. O problema é que em vez aceitarmos nossos defeitos e convivermos com eles, nós queremos escondê-los e até mudá-los. Desiste! Aceite-os que é bem mais libertador. Mas fundamentalmente deixe que a pessoa que está com você escolha o que é melhor para ela. Cada um sabe o que é melhor para si. Você pode ter defeitos mas pra mim tá bom , me satisfaz, eu até gosto. Quando as pessoas aceitarem isso talvez elas sejam mais felizes. 

Para essa minha amiga eu não tive o que dizer. Realmente você é legal demais, isso não devia ser defeito, mas nesse contexto era. Como eu me recuso a acreditar que relacionamentos são jogos de xadrez, que a todo momento temos que pensar a cada passo, em vez de dançar conforme a música, achei melhor não falar nada. O jeito é esperar, ou o super - homem ou um homem livre e moderno. Enquanto isso... vou beijar- te agora não me leve mal hoje é carnaval!




2 comentários:

Caugu disse...

essa sim é a mulher perfeita!

Rodolfo Maia disse...

Oi Carol!Gostei do texto...mas tenho minhas ressalvas..rsrs!
Bem, primeiro que, esse lance dos homens não se acharem bons o suficiente é balela. A grande (e inconveniente) verdadea é que 95% dos homens não tem a coragem de simplesmente serem sinceros com uma mulher e dizer "eu não estou interessado em continuar com você", então inventam coisas ridículas desse tipo "não sou bom o suficiente pra vc..."!
Em parte esse "medo" de serem sinceros e escancarar que não estão mais interessados é um pouco por culpa de vocês, que reagem extremamente mal quando escutam isso. Então, pra evitar dor de cabeça, a maioria dos homens faz assim...se colocam abaixo de vocês pra poderem sair do relacionamento com menos stress. É como se fosse uma "gentileza", vocês não precisam contar pros outros que ele te deixou porque ele não estava mais interessado (ou porque estava mais interessado em outra), ele te deixou pq você é simplesmente maravilhosa demais!E vida que segue!Eu sei que isso vai gerar polêmica, mas...eu sou sincero, e é como eu tenho vistos muitos homens se comportando!Mas numa coisa concordo 100% com você. Nós homens ainda temos dificuldades em lidar com mulheres independentes!!!